Arquivos | Exposições

Workshop “Motivações Pictóricas na Aquarela de Alberto Teixeira”

A Coordenadoria de Desenvolvimento Cultural e a Biblioteca Central “Cesar Lattes” trazem à Unicamp o workshop “Motivações Pictóricas na Aquarela de Alberto Teixeira”, ministrada pela artista plástica Fátima Lourenço.

O encontro proporcionará aos participantes dois momentos distintos que se complementarão no resultado final. No início teremos uma apresentação histórica, do desenvolvimento do trabalho do artista plástico Alberto Teixeira, que veio de Portugal para o Brasil em 1950 e aqui viveu até o fim de sua vida residindo desde 1973 na cidade de Campinas, onde exerceu a docência e a atividade de artista plástico.

A teoria será precedida de atividade prática, com pintura em aquarela – técnica exercida por Teixeira com maestria – onde os participantes terão a oportunidade de motivar-se pela produção pictórica do artista e assim unir a teoria e prática.

A atividade faz parte da programação da exposição “Alberto Teixeira Lá e Cá”. Na exposição, que acontece no Espaço Cultural Casa do Lago de 03 a 11 de abril, pretende-se apresentar uma síntese da trajetória de Alberto Teixeira, com obras realizadas em seus dois países: Brasil e Portugal. A abertura acontece no dia 03 de abril, às 12h30.

Ficha Técnica
Projeto e execução: Fátima Lourenço e Luis Castañón
Assistente de produção: Marcela Azjental
Data: 12 de maio de 2017
Horário: Das 9h30 às 12h
Número de vagas: 20 pessoas com idade a partir dos 18 anos

Faça sua inscrição: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSehj1GVOr6_xZkCE_WuDYY9lJBZiVLCoCvx–4L9fk9UrFSag/viewform?usp=sf_link

Comentários desativados em Workshop “Motivações Pictóricas na Aquarela de Alberto Teixeira”

Exposição “Alberto Teixeira Lá e Cá”

Os curadores Fátima Lourenço e Luis Castañón e a Coordenadoria de Desenvolvimento Cultural (CDC) da Unicamp trazem à universidade a exposição “Alberto Teixeira Lá e Cá”, com obras e documentos do artista plástico luso-brasileiro Alberto Teixeira.

Na exposição, que acontece na Casa do Lago de 03 a 11 de abril, pretende-se apresentar uma síntese da trajetória do pintor, com obras realizadas em seus dois países: Brasil e Portugal. A abertura acontece no dia 03 de abril, às 12h30.

O artista plástico Alberto Teixeira é nascido em Portugal, mas foi aqui no Brasil, onde veio a se naturalizar, que se profissionalizou como artista plástico desenvolvendo pinturas geométricas. Aberto fez parte do Atelier Abstração juntamente com Samsom Flexor, e, mais tarde, abandonou o rigor geométrico para se dedicar à liberdade do abstracionismo lírico.

Premiado, Alberto Teixeira participou de inúmeras exposições individuais e coletivas, incluindo as edições II, III, V, VII e VIII da Bienal Internacional de São Paulo. Conquistou o 2º Prêmio Leirner de Pintura em 1961, e também o 1º Prêmio Esso de Pintura em 1965. Suas podem ser encontradas em diversas coleções particulares e Museus de Arte do brasil e do exterior.

Serviço:

Exposição: “Alberto Teixeira Lá e Cá”
Artista: Alberto Teixeira
Curadores: Fátima Lourenço e Luis Castañón
Local: Casa do Lago – Av; Érico Veríssimo 1011, Cidade Universitária ‘Zeferino Vaz’, Campinas/SP
Abertura: 03 de abril | 12h30
Visitação: 03 a 12 de abril, de segunda a sexta-feira, das 09h às 21h

Comentários desativados em Exposição “Alberto Teixeira Lá e Cá”

Exposição “África: memória e identidade”

O Projeto Espaço de Arte, da Coordenadoria de Desenvolvimento Cultural (CDC) da Unicamp, traz à universidade a exposição “África: memória e identidade”, com esculturas, máscaras e utensílios africanos do Instituto Cultural Babá Toloji. Exposição acontecerá no saguão da Biblioteca Central Cesar Lattes de 22 de março a 19 de abril.

Luiz Antonio Castro de Jesus, mais conhecido como Toloji, é um baiano que tornou-se campineiro. No dia 20 de junho de 1999, ao receber o título de cidadão campineiro em sessão solene da Câmara dos Vereadores do Município de Campinas, Luiz concretizou um sonho: inaugurou o Instituto Cultural Babá Toloji, que leva seu nome de babalorixá. Um babalorixá é responsável pela casa de candomblé, e no caso de Toloji ela é a “Comunidade da Tradição do Culto Afro Ilesin Ogun LaKayie Osinmole”.

O acervo do Instituto conta atualmente com mais de 11.500 peças, entre esculturas de divindades do Candomblé, máscaras, tecidos, pinturas e objetos de uso cotidiano, além de outras tantas obras artísticas ou utilitárias. Em sua grande maioria, as peças vieram diretamente da África, de países como Senegal, Angola, Cabo Verde, Nigéria e Costa Marfim. Destas, 30 peças serão expostas na Biblioteca Central.

A idéia de se criar um Instituto Cultural, com exposição museológica, foi acompanhada da preocupação em promover a divulgação para o público, tornando o Instituto parte da rota cultural de Campinas e Região. A mensagem que deve chegar ao público visitante é de que o acervo é rico em patrimônio histórico e cultural africano e influências afro na cultura brasileira.

Serviço:

Exposição: “África: memória e identidade”
Obras do acervo do Instituto Cultural Babá Toloji
Data: 22 de março a 19 de abril
Local: Biblioteca Central “Cesar Lattes” – Rua Sérgio Buarque de Holanda, 421, Cidade Universitária “Zeferino Vaz”, Campinas/SP
Visitação: segunda a sexta-feira, das 08h às 22h

Comentários desativados em Exposição “África: memória e identidade”

Exposição “América do Sul, essa desconhecida”, de Marco Aurelio de Paoli

O fotógrafo e professor aposentado da Unicamp Marco Aurelio de Paoli apresenta na universidade, a partir de 22 de fevereiro, uma coletânia de fotografias tiradas em toda a América do Sul nos últimos 20 anos. Não trata-se de uma exposição convencional, já que Marco pretende mostrar a América que poucos conhecem.

“A América do Sul é um continente imenso, cheio de contrastes e paisagens. Em nossas viagens pela América do Sul, por via terrestre ou aérea, nos últimos 20 anos, conhecemos lugares de uma beleza ou singularidade cativantes. Temos selvas, desertos, planícies, altiplanos, lagos e rios imensos, salares, montanhas, cordilheiras, glaciares, praias de todos os tipos, uma fauna e uma flora extremamente variada e todo o tipo de gente. Pouca coisa nesse continente é conhecida ou visitada. Através desse registro fotográfico procuro dar uma amostra dessas regiões e tento ressaltar a beleza que elas mostram.”

Serviço:

Exposição: “América do Sul, essa desconhecida”
Artista: Marco Aurelio de Paoli
Local: Centro de Convenções da Unicamp – Av. Érico Veríssimo, 800, Cidade Universitária “Zeferino Vaz”, Campinas/SP
Visitação: 22 de fevereiro a 15 de março, de seguna a sexta, das 09h às 17h
Local: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP) – Av. Limeira, 901, Bairro Areião, Piracicaba/SP
Visitação: 22 de março a 19 de abril, de segunda a sexta, das 09h às 18h
Local: Centro de Saúde da Comunidade (Cecom) – Rua Vital Brasil, 150, Cidade Universitária “Zeferino Vaz”, Campinas/SP
Visitação: 26 de abril a 17 de maio, de segunda a sexta, das 08h às 18h

Comentários desativados em Exposição “América do Sul, essa desconhecida”, de Marco Aurelio de Paoli

Exposição “Escadas e Pilares”, de Lucas Ribeiro

O artista plástico carioca Lucas Ribeiro apresenta na Unicamp uma de suas mais recentes séries de pinturas, intitulada “Escadas e Pilares”. A mostra poderá ser vista na Faculdade de Odontologia de Piracicaba, na Biblioteca Central Cesar Lattes, e no Centro de Convenções da Unicamp, onde circulará até o dia 31 de maio.

As telas apresentadas são narrativas gestuais onde se evidencia o prazer de pintar elementos e temas que transvasam, na sua essência, um diálogo, mesmo que distante, com o movimento neo expressionista. Embora não possa ser rotulado como tal, o trabalho “Escadas e Pilares” têm como protagonistas as cores fortes e a ênfase no aspecto psicológico da solidão.

Lucas Ribeiro tem trabalhado nas artes plásticas há trinta anos, utilizando diferentes técnicas de pintura acrílica e experimentando diversos suportes. Nascido na cidade do Rio de Janeiro/RJ, atualmente mora em Campinas/SP, onde desenvolveu as séries em questão, tendo usado técnica mista e acrílico sobre tela.

Formado em arquitetura pela Universidade Santa Úrsula e pós-graduado em História da Arte e da Arquitetura pela PUC do Rio de Janeiro, Lucas Ribeiro estudou nos anos 1980 com os artistas Beatriz Milhazes, Daniel Senise e Luiz Pizarro no Parque Lage (RJ), no curso Dinâmica de Atelier, e com Celeida Tostes, no curso Artes do Fogo, tendo exposto em várias mostras coletivas, entre elas a tradicional “Novíssimos do IBEU” (Instituto Brasil-Estados Unidos, no Rio de Janeiro) com curadoria do crítico de arte Marc Berkowitz.

Serviço:

Exposição: “Escadas e Pilares”
Artista: Lucas Ribeiro
Local: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP) – Av. Limeira, 901, Bairro Areião, Piracicaba/SP
Visitação: 15 de fevereiro a 15 de março, de segunda a sexta, das 08h às 18h
Local: Centro de Convenções da Unicamp – Av. Érico Veríssimo, 800, Cidade Universitária “Zeferino Vaz”, Campinas/SP.
Visitação: 23 de março a 27 de abril, de segunda a sexta, das 07h às 22h
Local: Biblioteca Central “Cesar Lattes” – Rua Sérgio Buarque de Holanda, 421, Cidade Universitária “Zeferino Vaz”, Campinas/SP
Visitação: 03 a 31 de maio, de segunda a sexta, das 09h às 17h

Comentários desativados em Exposição “Escadas e Pilares”, de Lucas Ribeiro

Exposição “Luz na Usina de Ideias”

O protagonismo da luz no universo fotográfico é o tema da exposição Luz na usina de ideias, de Antônio Scarpinetti e Antoninho Perri, que circula pela Unicamp até abril. Os fotógrafos que há quase duas décadas extraem poesia de áridos tubos de ensaio e intrincadas equações da pesquisa de ponta, dedicam nesta mostra seu olhar a cenas da fauna, da flora e das pessoas que fazem transbordar de vida os campi da Unicamp.

A exposição fica até 24 de fevereiro no Café da Casa, Casa do professor Visitante. Depois vai para a Biblioteca Central Cesar Lattes (BCCL), onde fica de 1º a 22 março. O Centro de Saúde da Comunidade (Cecom) é o último lugar a receber a exposição, entre 29 de março a 20 de abril.

Esta exposição é demonstração cristalina do domínio pleno que Antoninho Perri e Antonio Scarpinetti têm dos segredos da arte fotográfica, em busca das melhores imagens, muitas das quais estampadas nas páginas do Jornal da Unicamp. O exposto amostra ínfima de milhares e milhares de trabalhos, atesta o talento e profissionalismo de ambos, além de fornecer todas as pistas de como eles passam, incólumes, ao largo das armadilhas da “luz fria”.

Seja em nesgas de luz ou por meio de nuances em frascos de experimentos, Perri e Scarpinetti conseguem o inimaginável: extrair poesia de locais dedicados a intrincadas equações da pesquisa de ponta. Esse apanhado poético migra – pleno, potente e luminoso – quando seu locus passa a ser as cenas da fauna, da flora e das pessoas que fazem transbordar de vida os campi da Unicamp. Trata-se de um conjunto lírico repleto de beleza e emoção. Assim – revelam as obras aqui reunidas –, a tríade luz, vida e poesia, combinação rara e preciosa em tempos de invisibilidade, é conduzida com maestria pela dupla de fotógrafos.

Serviço:

Exposição “Luz na Usina de Ideias”
Artistas: Antonio Scarpinetti e Antoninho Perri
Local: Café da Casa – Casa do Professor Visitante – Av. Érico Veríssimo, 1251, Cidade Universitária “Zeferino Vaz”, Campinas/SP
Visitação: 07 a 24 de fevereiro, de segunda a sexta, das 08h às 20h
Local: Biblioteca Central “Cesar Lattes” – Rua Sérgio Buarque de Holanda, 421, Cidade Universitária “Zeferino Vaz”, Campinas/SP
Visitação: 01 a 22 de março, de segunda a sexta, das 07h às 22h
Local: Centro de Saúde da Comunidade (Cecom) – Rua Vital Brasil, 150, Cidade Universitária “Zeferino Vaz”, Campinas/SP
Visitação: 29 de março a 20 de abril, de segunda a sexta, das 08h às 18h

Comentários desativados em Exposição “Luz na Usina de Ideias”