Categoria |   Eventos

Fórum Pensamento Estratégico – PENSES

logopenses

FÓRUM LAICIDADE E INTOLERÂNCIA

– 19 de outubro de 2015 – Centro de Convenções Unicamp –

Frente a este cenário religioso cada vez mais plural, acentuaram-se também as tensões e os atritos sociais decorrentes das diferenças nas visões de sociedade, nos valores pessoais, nos comportamentos morais e nos estilos de vida. Por conseguinte, tudo isto tem demandado, simultaneamente, regulação e/ou desregulação estatal das religiões. Apesar de todas se declararem a favor do estado laico, cada uma tem compreensão diferente do que seja a laicidade. Por exemplo, a Igreja Católica trabalha para manter sua influência, pouco visível, sobre o Estado; muitos evangélicos dizem que o Estado deve garantir a liberdade religiosa e o direito deles professarem suas crenças, o que por vezes pode resultar em atos intolerância; e as religiões afro-brasileiras, por sua vez, demandam proteção do Estado contra práticas consideradas fundamentalistas.

Isto posto, duas perguntas centrais orientam este seminário: a) Como pensar a um Estado laico frente ao crescente do pluralismo religioso da sociedade brasileira? b) Como compreender a (in)tolerância religiosa frente às diferenças de credo, de moralidade e de comportamento de uma sociedade que se diversifica? Para responder a estas questões, o fórum está dividido em três mesas. As duas primeiras são compostas por estudiosos do campo religioso brasileiro. A terceira é formada por atores políticos que têm parte de sua agenda política em interface com o tema da religião.

Mesa 1: Estado laico e sociedade religiosa
A laicidade é uma construção política e cultural e as experiências históricas-nacionais são variadas. Não há propriamente uma forma definitiva. No Brasil, as religiões estão presentes no aparelho estatal como braço assistencial; gozam de isenção de tributos, seus membros ocupam cargos eletivos dos poderes Executivo e Legislativo; atuam como grupo de interesse econômico-religioso ou em torno de uma pauta moralizadora das condutas; entre outra possibilidades. Frente a este quadro, o debate público tem demandado parâmetros para definir o lugar das religiões na institucionalidade pública brasileira. Isto posto, a Mesa 1 pretende, por um lado, refletir sobre o estado atual da laicidade no Brasil e, por outro, as barreiras e os limites culturais e políticos de sua construção.

Mesa 2: Entre liberdade e intolerância religiosas
Nas últimas décadas o campo das religiões tornou-se mais concorrencial e beligerante, podendo por vezes exceder o nível de tensão socialmente aceitável e culminar em intolerância. Na atualidade, dois segmentos têm sido os principais alvos destas tensões: as religiões de matriz afro-brasileira e o segmento LGBT. Crenças e moralidades são os principais campos de disputa que mobilizam alguns religiosos acusados de fundamentalistas. A Mesa 1 tem por objetivo refletir sobre as situações de intolerância religiosa atuais e como a sociedade, de modo geral, e o Estado, especificamente, tem equacionado liberdade e tolerância religiosas em um contexto de diversidade sociocultural?

Mesa 3: Laicidade e intolerância
A Mesa 3 tem por objetivos compreender como agentes políticos entendem o que deva ser um estado laico; como qualificam a laicidade do Estado brasileiro hoje; quais são os embates políticos em torno de temas sensíveis à laicidade (gênero, aborto, família, adoção etc); e como equacionar as tensões decorrentes da pluralidade religiosa em uma sociedade que se diversifica de maneira mais ampla.

  • Informações

Telefone: 55 19 3521-4171

e-mail: penses@reitoria.unicamp.br

Programação

19 de Outubro de 2015
8h30 – 9h00 Credenciamento
9h00 – 9h30 Mesa de Abertura

  • Paulo Cesar Montagner – Chefe de Gabinete – Reitoria – UNICAMP
  • Julio Cesar Hadler Neto – Coordenador do PENSES
  • Ronaldo de Almeida – IFCH/LAR – UNICAMP
  • Antonio Carlos de Souza Lima – Presidente ABA
9h30 – 11h00 Mesa 1: Estado laico e sociedade religiosa

  • Emerson Giumbelli – Departamento de Antropologia – UFRGS
  • Magali Cunha – Programa de Pós-graduação em Comunicaçào da UMESP e colaboradora do Conselho Mundial de Igrejas
  • Ronaldo de Almeida – Departamento de Antropologia da Unicamp
  • Coordenação da mesa: Rui Luís Rodrigues – História – IFCH/Unicamp
11h00- 11h15 Café
11h15 – 12h45 Mesa 2: Entre liberdade e intolerância religiosas

  • Vagner Gonçalves – Departamento de Antropologia da USP
  • Christina Vital da Cunha – Departamento de Ciências Sociais – UFF
  • Peter Fry – Instituto de Filosofia e Ciências Sociais – UFRJ
  • Coordenação da mesa: Isadora França – Antropologia – IFCH/Unicamp
12h45 – 14h30 Almoço
14h30 – 16h30 Mesa 3: Laicidade e intolerância

  • Roberto Lorea – Juiz de Direito no Rio Grande do Sul e antropólogo
  • Jean Wyllys – Deputado Federal – PSOL/RJ
  • João Capiberibe – Senador da República – PSB/AP
  • Debatedora: Regina Novaes – Instituto de Filosofia e Ciências Sociais – UFRJ
  • Coordenação da mesa: Alvaro Bianchi – Ciência Política – IFCH/Unicamp